Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Diva do Sofá

Porque a vida em tons de cor-de-rosa é tão gira que devíamos atropelá-la com um camião TIR.

A Diva do Sofá

Porque a vida em tons de cor-de-rosa é tão gira que devíamos atropelá-la com um camião TIR.

A Quiet Place – Um Lugar silencioso

A Quiet Place.png

 

Há dois fins-de-semana atrás resolvemos ir ao cinema ver este filme. O meu marido tinha tido boas indicações à cerca do mesmo e também não se pode ignorar que tem uma boa classificação na IMDB. Assim sendo, metemo-nos nos nossos tamanquinhos e lá fomos para o cinema do El Corte Inglês (passo a publicidade, mas é onde praticamente vamos sempre porque dispensamos a socialização com as hordas de gente dos centros comerciais mais populares… e quando, por questões técnicas, não podemos fugir a tais lugares então preferimos pagar bilhetes VIP só para não socializarmos mais do que estrictamente necessário).

 

Ora bem, no que respeita às impressões que tivemos de Um Lugar Silencioso a primeira que me vem logo à cabeça é que – de facto – cria-se ali uma atmosfera engraçada em que ninguém fala e eu achei montes de piada a isso, porque é bastante bem conseguido. De um modo geral, gostei do filme e de todo o ambiente criado em torno do mesmo, o maior problema que encontrei ali foi a história, que só se consegue ultrapassar se olharmos para este filme como um momento isolado no tempo em que nada do que está para trás importa, ou então tem uma importância relativa. Se não conseguirmos fazer isto, então o enredo tem ali uma série de problemas que deitam o filme por terra porque não há consistência nenhuma.

 

Desde logo, uma das primeiras perguntas que nos surge é, “Mas de onde é que apareceram aquelas criaturas”?

 

Como é que foram ali parar?

 

Porque é que não foram paradas pelos militares?

 

Porque é que não foram paradas pelos cientistas que estudam os diversos usos do som?

 

Se estas criaturas caçam pelo som, mas são indiferentes aos sons da natureza então porque é que os protagonistas vivem numa quinta – isolada no meio do nada – e não se mudaram para ao pé de uma queda de água?

 

Como é que estas criaturas conseguiram dizimar, praticamente, a população inteira do planeta?

 

Estas são apenas algumas das questões que nos surgiram depois de ter assistido ao filme e que retiram consistência e credibilidade ao enredo. Por este motivo, nunca poderia atribuir-lhe uma classificação tão alta como a que consta da IMDB.

 

Por fim, apesar da atmosfera estar bem construída e eu – de um modo geral – ter gostado do filme, não se trata de algo que recomende que vão ver ao cinema. Se quiserem muito, tudo bem, mas mais vale esperarem que saia em dvd ou assim.

 

Um Lugar Silencioso (2018) on IMDb

Pesquisar

 

Da mesma Autora

A Diva no Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

A Diva no Facebook


A Diva no Twitter

Bloglovin

Follow

Mensagens

Outros

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Divas que andam por aí

IP Address
Unique Hits