Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Diva do Sofá

Porque gostamos de ver filmes e séries, mas quer em casa, quer no cinema o importante é estarmos bem instalados.

Porque gostamos de ver filmes e séries sempre bem instalados.
Qui | 10.03.16

Momento WTF?....

Helena R. Moisio

 

 

1625795_1234520199910740_7270417937126992177_n.jpg

 

Acho impressionante como algumas pessoas adoram e "laicam" preciosidades literárias como aquela ilustrada pela imagem acima e que, no fundo, mais não são do que lixo. O pior mesmo é quando usam estas imbecilidades para celebrar o dia da mulher.

 

Pois foi, tropecei nesta perolazinha de estupidez numa página do Facebook e ia tendo um colapso.

 

A coisa começa logo mal com esta história da mulher ser feita da costela do homem - e eu realmente afino com estas merdas pela simbologia imbecilizante que integram - à qual costumo responder; foi pois! A 2ª versão.

 

A 2ª versão foi efetivamente feita da costela do homem, com o objetivo de ser mais dócil e submissa visto que a 1ª versão - que foi feita do mesmo barro que o homem - vinha com o defeito da igualdade e isso acabou por revelar uma certa incompetência, por parte do homem, no trato da mesma.

 

É óbvio que quando chegamos à parte do "mas sim do lado, para ser protegida (...)", já estou a lançar fogo pelas ventas, pois a criatura que escreve estas cagadas nem sequer tem inteligência suficiente para saber, que um produto derivado nunca pode ser igual a um produto original! A besta...

 

Mas, não contente com isto resolve continuar o chorrilho de asneiras e acrescenta: "debaixo do braço para ser protegida (...)"...

 

WTF?....

 

É pior a emenda que o soneto. Como se já não fosse suficientemente mau ser oriunda de um sitio que fica logo ali debaixo do sovaquinho (iiiupiii!!), ainda temos de levar com o rótulo "coitadinhas que não nos sabemos proteger".

 

Finalmente, termina de forma Épica (sim, com letra maíuscula porque é Épico): "e do lado do coração para ser amada"... e eu pergunto-me:

 

Mas quem é que é a besta que escreve estas merdas?

 

Uma pessoa que não se ama a si própria, dificilmente, será amada por mais alguém. Chama-se Amor Próprio e não carece da validação de terceiros.

 

Por isso sim, fico bruta quando leio estas coisas e ainda mais bruta quando vejo as minhas irmãs de género a concordarem e porem coraçõezinhos nestas barbaridades, porque estas barbaridades são a razão pela qual temos de celebrar um 8 de Março.

  

Qua | 09.03.16

Hoje vou falar mal do quê?

Helena R. Moisio

 

RiR_Site_CARTAZ-COMPLETO_1000x1000.jpg

 O Rock in Rio Lisboa 2016...

Lembra-me o diálogo entre o Diabo e o Parvo no Auto da Barca do Inferno de Gil Vicente,

 

"Diabo

De que morreste?

Joane

De quê?

Samicas de caganeira.

Diabo

De quê?

Joane

De cagamerdeira!

Má rabugem que te dê!"