Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Diva do Sofá

Porque a vida em tons de cor-de-rosa é tão gira que devíamos atropelá-la com um camião TIR.

A Diva do Sofá

Porque a vida em tons de cor-de-rosa é tão gira que devíamos atropelá-la com um camião TIR.

Directamente da terra do sol nascente - BABYMETAL- Karate

DDS_Blogue_BM.jpg

Nestas aventuras do Metal chega-nos do Japão a banda BABYMETAL , que combina os três estilos das vocalistas de Su-metal, Yuimetal e Moametal e que enquadram esta banda dentro dos géneros musicais Avant-garde Metal e Heavy Metal, com umas passagens pelo Japanese Pop de vez em quando. 

 

Esta é uma banda nascida em 2010 que conta então com as vozes  de Suzuka Nakamoto,Yui Mizuno e Moa Kikuchi, sendo que estas 3 miúdas são um verdadeiro espectáculo e mostram ao mundo que se pode cantar noutra língua que não o inglês.

 

 

 

Diva photo text1046322796.gif

Oops I did it again! - Children of Bodom - Metal cover

children_of_bodom_DDS.jpg

 Pois é verdade, como já devem saber a esta altura, eu só oiço música pop e/ou mainstream por engano ou, num caso limite, porque se verifica que realmente estamos perante alguém com um talento e uma versatilidade tão fenomenal que é impossível não o(a) reconhecer como tal.

 

Não é o caso da Britney Spears, obviamente, que até pode ser visualmente engraçadinha, até pode cantar umas coisas dentro do tom mas... é o equivalente à tesão do mijo. Tão depressa está lá em cima como, de repente, já acabou. C'est la vie do estrelato pop.

 

Tendo isto em consideração, não posso deixar de aqui vos trazer a banda finlandesa Children of Bodom (a.k.a C.O.B), da qual faz parte o fantástico Alexi Laiho considerado (pela Total Guitar) o melhor guitarrista de metal de todos os tempos. 

 

E então o que é que os C.O.B. fizeram? Pois pegaram nesta cançãozinha da Britney Spears e fizeram uma versão alternativa que é, em toda a linha, muito melhor que a original e com piadinhas em finlandês pelo meio e que torna as coisas muito mais engraçadas (e com muito mais piada quando se percebe o que eles estão a dizer). Senão, ora oiçam:

 

 

Diva photo text1046322796.gif

Aliki Katriou - O poder das novas gerações

Aliki.PNG

 No seguimento do post de ontem em que falava do poder da voz da Alissa White-Gluz e eu dizia que precisávamos de mais mulheres como esta, eis que me chegou um exemplo do poder vocal da jovem Aliki Katriou, estudante na escola de música Rocky Music Studio, no Reino Unido.

 

Esta é uma miúda ainda em formação, com um poder vocal estrondoso e que me parece que vale a pena acompanhar a sua evolução. 

 

You go girl! 

 

 

Diva photo text1046322796.gif

O poder da voz de Alissa

alissa-white-gluz-wallpaper.jpg

 Chama-se Alissa White-Gluz, é canadiana e - na minha opinião - atualmente a melhor artista vocal feminina no universo musical do Death Metal, que em 2014 sucedeu a Angela Gossow como vocalista dos Arch Enemy. 

 

Não, geralmente, não gosto de música pop nem nutro nenhum tipo de simpatia pelos hits do momento. Muito pelo contrário, considero-os aborrecidos e estão para a música como o MacDonalds está para a alimentação, é junk. Na generalidade dos casos, são apenas produtos engenhados em laboratório com um prazo de validade extraordinariamente curto que fazem duas ou três temporadas (alguns nem isso), e depois vão para o lixo. São apenas um negócio temporariamente rentável e rapidamente descartável, baseados em paixões éfemeras de um público altamente volátil. Logo, não são importantes e este é o principal motivo pelo qual simpatizo, muito mais, com as manifestações de talento musical (e não só) em subculturas.

 

Neste caso em concreto, nunca esquecendo que a Angela Gossow é e será sempre A Angela Gossow (dona de uma voz poderosissíma e da qual eu serei sempre uma fã incondicional), a voz da Alissa White-Gluz põe muitos cantores masculinos, deste género musical, a um cantinho bem refundido como aliás se pode verificar abaixo no video War Eternal.

 

 Para quem gosta de ouvir Arch Enemy, temos que admitir que em nada fica atrás da anterior vocalista nem em termos vocais de death metal e em termos de death growl . É um pouco diferente, é verdade, mas está lá e nem todas as artistas femininas têm este alcance vocal... e em bom rigor, nem muitos artistas masculinos.  

 

 

 A força por detrás destas cordas vocais é algo absolutamente fabuloso, poderoso, impressionante, potente e sem dúvida agressivo. Precisávamos de mais mulheres assim.

   

Diva photo text1046322796.gif

Pesquisar

 

Da mesma Autora

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

A Diva no Facebook


A Diva no Twitter

Bloglovin

Follow

Mensagens

Outros

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Divas que andam por aí

IP Address
Unique Hits