Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Diva do Sofá

Porque a vida em tons de cor-de-rosa é tão gira que devíamos atropelá-la com um camião TIR.

A Diva do Sofá

Porque a vida em tons de cor-de-rosa é tão gira que devíamos atropelá-la com um camião TIR.

Portugal vs Finlândia - Casas

FI_Casas.PNG

Em bom rigor, eu já ando para escrever sobre isto há algum tempo. Ou seja, como é que são as condições das casas na Finlândia (ou pelo menos naquelas em que tenho tido oportunidade de estar até agora), e como é que são as condições das casas em Portugal.

 

Para início de conversa, vamos eliminar já uma variável que é a questão do preço; isto é o valor da renda mensal (sim, renda. Os finlandeses não têm a mania de andar a comprar casas desenfreadamente só para se sentirem proprietários de alguma coisa). O valor da renda mensal, na Finlândia, não é muito diferente do valor praticado em Portugal. São, aliás, bastante semelhantes. O que difere sobejamente é o nível de rendimento, já que os salários são bastante superiores.

 

De seguida, vamos eliminar também a variável do nível de vida já que, ir ao supermercado na Finlândia não é substâncialmente mais caro do que ir ao supermercado em Portugal. É um pouco mais caro, sim mas é praticamente a mesma coisa que fazer compras no supermercado do Corte Inglés todos os dias. Relativamente às contas do gás e da electricidade - que em Portugal são recursos geridos por pessoas colectivas de natureza necrófaga - há 2 coisas que é importante saber:

  1. Gás, na finlândia é usado para fins de campismo e se quiserem podem usar botijas.
  2. Electricidade, é usada para tudo e é barata. 

Ora bem, assim sendo posso dizer-vos o seguinte; na Finlândia não se passa frio dentro de casa e também não se passa calor (sim, porque eles também têm verão e também fica quentinho). É, os finlandeses têm este conceito curioso e inovador que se chama isolamento. E então, para proteger do frio e do calor têm esta mania tonta de isolar as casas, curiosamente, até é uma ideia gira porque a malta não se sente desconfortável dentro da sua própria casa.  

 

Em Portugal...

PT_casa.PNG

Pois... Em Portugal, o conceito de isolamento é algo inexistente e - não querendo chocar ninguém - é inclusive um bocado estranho. Se subitamente se adoptasse tal coisa, lá vinham os abutres do costume gritar prejuízo e as urgências dos hospitais ficariam mais vazias porque a malta não se constipava... estou a brincar. As urgências dos hospitais não iam ficar vazias porque os nossos utentes são super criativos mas, o facto é que aquecer uma casa em Portugal, no inverno, é altamente dispendioso e arrefecê-la, no verão, idem.

 

No meio disto tudo o que me aborrece, verdadeiramente, é não ter uma sauna em casa mas, mesmo que a tivesse não quero nem imaginar a minha conta da luz.

 

 

Diva photo text1046322796.gif

Lista de livros que vou ler em 2017

DDS1.jpg

Na verdade, ainda está em modo de compilação mas, posso garantir-vos que autores - dizem eles -  como Margarida Rebelo Pinto ou Gustavo Santos não fazem parte dela. No entanto, ainda bem que escrevem umas cenas bem sucedidas para o palato do público em geral, pois como qualquer ser humano têm de assegurar a sua subsistência de alguma forma e, em bom rigor, há maneiras piores de assegurar tais necessidades.

 

Seja como for, dos 12 livros que me proponho a ler anualmente (é um número mínimo pré-estabelecido que me deixa feliz e contente comigo mesma), pelo menos 6 já estão escolhidos... o que é bom, porque assim já só me falta escolher os outros 6.

 

 

 

Diva photo text1046322796.gif

Aliki Katriou - O poder das novas gerações

Aliki.PNG

 No seguimento do post de ontem em que falava do poder da voz da Alissa White-Gluz e eu dizia que precisávamos de mais mulheres como esta, eis que me chegou um exemplo do poder vocal da jovem Aliki Katriou, estudante na escola de música Rocky Music Studio, no Reino Unido.

 

Esta é uma miúda ainda em formação, com um poder vocal estrondoso e que me parece que vale a pena acompanhar a sua evolução. 

 

You go girl! 

 

 

Diva photo text1046322796.gif

O poder da voz de Alissa

alissa-white-gluz-wallpaper.jpg

 Chama-se Alissa White-Gluz, é canadiana e - na minha opinião - atualmente a melhor artista vocal feminina no universo musical do Death Metal, que em 2014 sucedeu a Angela Gossow como vocalista dos Arch Enemy. 

 

Não, geralmente, não gosto de música pop nem nutro nenhum tipo de simpatia pelos hits do momento. Muito pelo contrário, considero-os aborrecidos e estão para a música como o MacDonalds está para a alimentação, é junk. Na generalidade dos casos, são apenas produtos engenhados em laboratório com um prazo de validade extraordinariamente curto que fazem duas ou três temporadas (alguns nem isso), e depois vão para o lixo. São apenas um negócio temporariamente rentável e rapidamente descartável, baseados em paixões éfemeras de um público altamente volátil. Logo, não são importantes e este é o principal motivo pelo qual simpatizo, muito mais, com as manifestações de talento musical (e não só) em subculturas.

 

Neste caso em concreto, nunca esquecendo que a Angela Gossow é e será sempre A Angela Gossow (dona de uma voz poderosissíma e da qual eu serei sempre uma fã incondicional), a voz da Alissa White-Gluz põe muitos cantores masculinos, deste género musical, a um cantinho bem refundido como aliás se pode verificar abaixo no video War Eternal.

 

 Para quem gosta de ouvir Arch Enemy, temos que admitir que em nada fica atrás da anterior vocalista nem em termos vocais de death metal e em termos de death growl . É um pouco diferente, é verdade, mas está lá e nem todas as artistas femininas têm este alcance vocal... e em bom rigor, nem muitos artistas masculinos.  

 

 

 A força por detrás destas cordas vocais é algo absolutamente fabuloso, poderoso, impressionante, potente e sem dúvida agressivo. Precisávamos de mais mulheres assim.

   

Diva photo text1046322796.gif

Pesquisar

 

Da mesma Autora

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

A Diva no Facebook


A Diva no Twitter

Bloglovin

Follow

Mensagens

Outros

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Divas que andam por aí

IP Address
Unique Hits